Blog Negócios

Postado em 07 de Outubro às 09h30

Grupo Servioeste abre novos segmentos e expande mercado

Negócios (13)

Empresa passa a gerenciar resíduos urbanos e industriais em todo o Brasil

Em agosto de 1999, o empresário catarinense Doacyr Balbinot já avistava um nicho de mercado inovador que crescia com a onda da sustentabilidade. As empresas precisavam ir além da geração de negócios e oferecerem algo a mais para a sociedade. Para Balbinot, esse plus consistia em garantir um meio ambiente mais saudável. Surgia aí a Servioeste, empresa pioneira especializada na coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde, segmento que levou o empreendimento da família a se tornar um Grupo com 10 filiais em sete estados do Sul e Sudeste do País, com mais de 400 colaboradores.

Duas décadas depois e com mercado em plena ascensão, o Grupo volta a apostar na inovação ao abrir novos segmentos e expandir a área de atuação no País. Além dos serviços de saúde, a empresa passa agora a gerenciar resíduos urbanos e industriais em todo território brasileiro.

Os resíduos urbanos compreendem resíduos domiciliares e provenientes da limpeza pública. Atualmente, no Brasil, são geradas 214.868 toneladas por dia de resíduos urbanos, 78,4 milhões de toneladas por ano. Deste total, 9% ou 6,9 milhões de toneladas de resíduos não foram coletados e, consequentemente, tiveram destino impróprio no País. Este número expressivo será reduzido com o trabalho da Servioeste de coleta, transporte e destinação final adequados.

Já os resíduos industriais são classificados como perigosos, provenientes de processos produtivos industriais. São aqueles que, em razão de suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade, patogenicidade, carcinogenicidade, apresentam significativo risco à saúde pública ou à qualidade ambiental, de acordo com lei, regulamento ou norma técnica.

São exemplos: óleo lubrificante usado ou contaminado; óleo de corte e usinagem usado; equipamentos descartados contaminados com óleo; lodos gerados no tratamento de efluentes líquidos e pintura industrial; baterias à base de chumbo e lâmpadas fluorescentes. Todos esses resíduos precisam ser coletados, transportados, tratados e destinados ao aterro industrial para não prejudicarem o meio ambiente.

Mercado

O mercado brasileiro para a indústria de proteção ambiental em resíduos industriais tem crescido mais de 20% nos últimos anos no Brasil e atingiu a cifra de R$ 16,3 bilhões em negócios no País, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre). Já o setor de limpeza urbana, emprega 336.804 pessoas e movimenta R$28,47 milhões por ano no País.

A aposta nos dois novos segmentos não representa apenas abertura de mercado para a empresa, mas um volume maior de resíduos tratados de forma correta no País e menos contaminação do planeta.

“Hoje, não fazemos só negócios. Todos os dias o nosso trabalho evita a poluição do meio ambiente e a contaminação da saúde pública de um país inteiro. São milhares de toneladas de resíduos de saúde que deixam de agredir o meio ambiente e recebem tratamento e destinação adequados. Agora, esse número será muito maior com resíduos urbanos e industriais. É uma aposta necessária”, destaca o presidente do Grupo Servioeste, Doacyr Balbinot.

Grupo Servioeste

Além da coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos de saúde, industriais e urbanos, o Grupo Servioeste também gerencia centrais de portos e aeroportos, elabora Planos de Gerenciamento de Resíduos, oferece treinamentos e assessoria em licenciamento e projetos ambientas, além de comercializar produtos para o acondicionamento dos resíduos. A empresa também coleta, transporta, trata e destina resíduos de cemitérios e oferece o serviço de destruição segura de documentos.

A Servioeste é a única empresa no Brasil que possui coleta informatizada com controle online permanente e acompanhamento em tempo real, na qual são lançados os tipos e a quantidade dos resíduos coletados, garantindo a segurança dos clientes. Também possui frota certificada e licenciada pelos órgãos fiscalizadores de acordo com as Normas Técnicas da ABNT e INMETRO, além de monitoramento e rastreamento 24 horas via satélite, bem como seguro ambiental.


Postado em 02 de Outubro às 08h39

“O empreendedor precisa ser polivalente”

Negócios (13)

O olhar apurado para os negócios e a firmeza na gestão são características que o presidente do Grupo Servioeste leva para a vida. Doacyr Balbinot é filho de agricultores, foi mecânico e venceu os desafios do mundo dos negócios com muito planejamento. À frente da Servioeste, há 20 anos, ele multiplicou oportunidades, viu os empreendimentos decolarem e pensa até hoje com entusiasmo num futuro ainda mais promissor.

Revista Servioeste: O senhor acreditou e ajudou a construir o mercado dos resíduos de serviços de saúde, mas enfrentou muita resistência. A que o senhor atribui isso?

Doacyr Balbinot: É difícil mudar a cultura, mas faltava boa vontade de muitos governantes e até dos próprios órgãos para criar uma legislação específica para os resíduos de serviços de saúde e fazer com que ela fosse cumprida. Em muitos casos a gente venceu no cansaço, pois foram anos buscando apoio de entidades e órgãos públicos para que houvesse esse cuidado com o meio ambiente. Pra se ter uma ideia, mesmo as legislações já estando em vigor, a justiça precisou determinar que algumas prefeituras contratassem uma empresa para fazer a coleta e destinação deste tipo de resíduo.

RS: Como foi ser pioneiro numa área que até então não tinha sido desbravada?

DB: Um grande desafio, mas eu sabia que daria certo. Um país em desenvolvimento precisa se organizar quanto à sua sustentabilidade e ainda há muito o que se fazer no Brasil neste ramo.

RS: Isso significa que há outros horizontes em vista?

DB: Sem dúvida! A produção de energia limpa é um grande mercado a se desbravar e já estamos caminhando pra isso, com grandes perspectivas. Como exemplo, no Rio de Janeiro temos um projeto piloto dentro do Aeroporto RIOgaleão e outro, em parceria com uma grande universidade, voltados à transformação de resíduos em energia. Estamos participando de um projeto inovador relacionado a um polo tecnológico marítimo, constituído por grandes empresas e instituições que desenvolverão projetos voltados à comunidade. Estou sempre na linha de frente observando o mercado e buscando oportunidades. A Servioeste foi a primeira e abriu as portas para a constituição de um grande e forte grupo de empresas em vários setores, mas nosso foco principal continua sendo a sustentabilidade.

RS: A legislação continua sendo um desafio para o setor ambiental no Brasil?

DB: O Brasil avançou e está muito bem em termos de legislação. O que falta é o cumprimento das regras e a maior fiscalização pelo poder público. É uma questão cultural do nosso país. Em termos de licenciamento ambiental, o Brasil precisa pensar em medidas de flexibilização e desburocratização, com responsabilidade, além do fortalecimento dos órgãos ambientais. Com tantos avanços tecnológicos, não dá para admitir que uma licença leve sete ou oito anos para ser concedida.

RS: O mercado internacional está nos planos?

DB: Não podemos fechar os olhos para o mercado externo, aliás, no Paraguai por exemplo, nós apresentamos um projeto que serviu como base para definir a legislação vigente referente ao gerenciamento de resíduos de saúde. O que existe hoje lá está baseado no nosso projeto. O que ainda não funciona bem por lá é a aplicação das regras. No fim dos anos 2000, eu negociei direto com o então presidente, Fernando Lugo, mas o governo acabou não comprando nosso projeto, mas aproveitou muita coisa. Tem grandes mercados abertos não só no Paraguai, mas em muitos outros países.

RS: Como o senhor enxerga a concorrência?

DB: Tem lugar pra todo mundo no mercado. As oportunidades estão aí, é só aproveitar. A Servioeste foi pioneira no tratamento de resíduos de serviços de saúde, mas em muitos locais onde ajudamos a constituir a legislação, hoje nem atuamos mais e o mercado foi ocupado por outras empresas, enquanto que nós avançamos para outros setores constituindo o Grupo Servioeste. Inclusive, fui eu que criei a Associação Nacional das Empresas de Tratamento de Resíduos de Saúde (Assetress). Enquanto alguns se incomodavam com a concorrência, eu entendi que era preciso fortalecer o setor.

RS: Qual conceito o senhor acha mais importante para o empreendedor alcançar o sucesso?

DB: Acredito que a resposta depende muito da ambição pessoal, de onde cada um quer chegar. A minha filosofia é a de que você pode ser o que quiser, se você acredita e se esforça para tal. O empreendedor de sucesso é aquele que diz: ‘eu crio o meu futuro’, não o que espera que o futuro chegue até ele.

RS: O que o senhor considera mais importante no mundo dos negócios?

DB: Visão, muito planejamento e persistência. É preciso saber onde quer chegar e definir como fará para chegar, porque se a gente planejar não tem erro. O empreendedor precisa ser polivalente, aberto ao novo, enxergar as oportunidades e ter uma boa equipe técnica de apoio. Para ter sucesso na vida empresarial é preciso ter visão de grandeza e firmeza nas decisões!

RS: Qual é o seu maior legado?

DB: Honestidade, foco, persistência e transparência. Tento passar isso para os meus filhos todos os dias. Se você for honesto não ficará preso a ninguém, se tiver foco fica mais fácil definir as estratégias, inclusive se tiver que mudar sua prioridade, porque elas vão mudando naturalmente com o passar do tempo. E por fim, a persistência nunca pode morrer. Críticas e dificuldades virão, o desânimo também, mas seu objetivo tem que prevalecer.
 


Postado em 01 de Agosto às 17h15

Feira alia negócios e sustentabilidade

Negócios (13)Projetos e Ações (6)

Servioeste é uma das 30 empresas expositoras da Sustentare 2019 em Curitiba

Palestras técnicas, projetos inovadores e produtos sustentáveis. Este tripé forma a Sustentare
2019, uma das maiores feiras nacionais de sustentabilidade que acontece até sexta-feira, 2,
em Curitiba. O evento reúne 30 empresas e instituições expositoras e mais de 3.000 visitantes
de todo o Brasil em três dias de feira.

O Grupo Servioeste é um dos expositores e está apresentando a sua linha de produtos e
serviços para a coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde,
trabalho prestado há 20 anos em todo o Brasil. Além da divulgação do trabalho e da geração
de negócios, a empresa também aposta na pauta educacional. Quatro Ecopontos foram
distribuídos nos espaços da feira para coleta de medicamentos vencidos, dentro do projeto de
logística reversa implantado em 2018 pela empresa. Visitantes e expositores são informados
sobre a destinação correta dos remédios que, em muitas vezes, por falta de conhecimento,
acabam descartados junto com o resíduo comum.

De acordo com o organizador do evento, Valdir Bello, essa proposta de aliar a promoção de
negócios com a sustentabilidade é o grande objetivo da feira.

“Sustentabilidade é um tema muito importante e, além de uma necessidade, é um nicho de
mercado que gera muitos negócios. É preciso falar e praticar sustentabilidade de forma
paralela. A feira tem esse objetivo, fazer essa demonstração”, destaca Bello ao ressaltar que a
Sustentare é um braço da feira Reciclação, cuja última edição foi realizada em 2015, em
Blumenau/SC.

“A gente está retomando a feira com o nome Sustentare. A ideia é fazermos o evento todos os
anos em Curitiba, entre junho e agosto. A capital paranaense é perfeita como sede da feira,
porque é uma smart city (cidade inteligente), com selo ecológico e sustentável e que se tornou
referência no país”.

De acordo com o diretor da Servioeste, Jeferson Balbinot, a Sustentare já entrou no calendário
anual de feiras da empresa pela relevância e pelo protagonismo no setor.

“A feira tem sido bem produtiva para a Servioeste e está com público bem seleto, técnico e
qualificado, com interesse em ações inovadoras em sustentabilidade. Vamos participar todos
os anos, porque estamos sempre em busca de novidades e divulgando nossa marca”, sublinha
Balbinot ao adiantar que a Servioeste participará em novembro da feira mundial sobre
sustentabilidade, Ecomundo, na Itália.

Mais prática

Tanto Valdir Bello quanto Jeferson Balbinot concordam que o tema sustentabilidade precisa
avançar a teoria e alcançar mais a prática no Brasil.

“Tudo o que a gente faz, a gente gera resíduos. Precisamos gerar o mínimo possível e dar
destinação final correta para o restante. Para isso, ainda falta informação, educação,
conscientização e apoio do poder público”, afirma Bello.

“Acho que precisamos partir mais para a prática do que a teoria. Não adiante só projetos, sem
execução. Feiras como esta mostram que estamos no caminho certo, que há muitas ações
acontecendo no Brasil, especialmente na iniciativa privada, mas também no setor público,
porque quando falamos em preservar o meio ambiente também estamos falando em proteger
a saúde pública”, complementa Balbinot.


Postado em 25 de Junho às 11h39

Servioeste receberá três premiações e reconhecimento internacional

Negócios (13)

Presidente do Grupo, Doacyr Balbinot receberá os prêmios em Nova York e no Rio de Janeiro

Prestes a completar 20 anos, o Grupo Servioeste Soluções Ambientais segue atingindo marcas históricas. Em menos de 30 dias, entre os meses de junho e julho, a empresa que é referência na gestão de resíduos de serviços de saúde no Brasil, prepara-se para receber duas premiações nacionais, no Rio de Janeiro; e conquistar reconhecimento internacional, com uma premiação em Nova York. 

As premiações atestam a excelência na gestão e na qualidade dos serviços prestados pela empresa, reconhecida por entregar a solução mais completa do seu segmento nas regiões Sul e Sudeste do país. O conjunto de serviços contempla todas as etapas do processo, desde a coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos, com centrais de tratamento de resíduos de portos e aeroportos, logística reversa de medicamentos, licenciamentos, projetos e assessoria ambiental. Mais recentemente, a empresa também lançou sua plataforma de e-commerce, com um mix de 19 produtos voltados ao setor.

A premiação internacional, em Nova York, ocorre no dia 20 de julho. Concedido pela Revista International Business há 15 anos, o já tradicional prêmio The Winner Awards premia 30 empresas que tornaram-se referências em suas áreas de atuação e contribuem para o desenvolvimento econômico e social de seus países. A Servioeste receberá o prêmio na área de empreendedorismo, em uma seleção que inclui critérios como reputação empresarial, tecnologia empregada, ações em sustentabilidade e sociais, certificados e prêmios já recebidos, dentre outros.

Antes de premiação nos Estados Unidos, porém, a Servioeste faz uma conexão no estado do Rio Janeiro para receber dois prêmios nacionais. O primeiro, no dia 27 de junho, será na cidade de Volta Redonda/RJ. O Grupo Servioeste foi certificado pelo Rotary Club como “Empresa Cidadã”. A entrega do título de Companheiro Paul Harris, será feita ao Presidente do Grupo, Doacyr Balbinot, atestando a responsabilidade social da empresa e sua parceria no desenvolvimento de projetos humanitários no Brasil. O programa “Empresa Cidadã” tem a adesão de organizações que contribuem financeiramente para o desenvolvimento de ações sociais certificadas pela Associação Brasileira da The Rotary Foundation (ABTRF).

Já no dia 28 de junho, no famoso Copacabana Palace Hotel, a Servioeste receberá o Prêmio Top Of Quality Internacional, destinado às empresas com excelência em gestão e qualidade em serviços prestados e produtos fornecidos. A premiação é realizada há 24 anos, em 22 estados brasileiros, pela Companhia Nacional de Eventos & Pesquisas Ltda, juntamente com Revista Eletrônica Gente & Negócios Vip, patenteada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Orgulhoso e de malas prontas para receber os prêmios, o Presidente do Grupo Servioeste, Doacyr Balbinot, destaca que o conjunto das premiações é uma conquista simbólica no ano que a empresa comemora duas décadas, especialmente o reconhecimento internacional.

“Os prêmios atestam a nossa missão de garantirmos aos clientes a excelência na prestação dos nossos serviços, bem como de contribuir para um mundo ambientalmente sustentável. Eles nos colocam como referência mundial no gerenciamento de resíduos de saúde e reconhecem que o nosso trabalho ultrapassa a linha dos negócios e abrange saúde pública, qualidade de vida e bem-estar. É algo que nos orgulha muito e nos desafia a seguir prestando serviços de excelência e sermos ainda maiores”.

Balbinot também faz questão de compartilhar as conquistas com sua equipe: “o reconhecimento recebido em meu nome, estendo a toda a equipe Servioeste, que é comprometida, qualificada e atua dentro dos valores e princípios da nossa empresa. Essas homenagens são uma prova do esforço de todos, desde a época da fundação do Grupo até hoje”.

A excelência em todos os serviços prestados e a qualidade dos produtos oferecidos têm consolidado a empresa como uma das maiores no ramo de tratamento de resíduos de saúde do Brasil. No ano passado a Servioeste recebeu dois importantes prêmios como forma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido. O primeiro foi no dia 18 de julho, quando a empresa foi agraciada com o Troféu Destaque Empresarial do Sul 2018, promovido pela Revista Destaque Brasil com o apoio da Câmara Brasil-China-Mercosul, que homenageia os setores que mais trazem retorno ao Sul do País. Na ocasião, 36 empresas recebem o prêmio em Florianópolis/SC. O segundo momento de reconhecimento dos serviços prestados pelo Grupo aconteceu no dia 4 de dezembro de 2018, quando a Revista Servioeste recebeu o troféu de primeiro lugar regional no 11º Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental, promovido pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, em Florianópolis, com a reportagem “O Destino dos Excedentes”, sobre a destinação final dos resíduos sólidos urbanos. O Prêmio reconhece as melhores reportagens jornalísticas sobre meio ambiente publicadas na imprensa catarinense.
 


Postado em 21 de Junho às 13h23

Loja virtual facilita acesso aos produtos da Servioeste

Negócios (13)

O Grupo Servioeste lançou há dois meses a sua loja virtual, disponibilizando 19 produtos de acondicionamento e coleta de resíduos de saúde para acesso online dos mais de 15 mil clientes no Brasil. Todos os itens estão com 10% de desconto e o pagamento pode ser feito por meio de boleto ou cartões de débito ou crédito. O valor mínimo da compra é de R$30 e a entrega é feita em todo o país de forma ágil e confiável.

Entre os produtos da loja virtual, estão coletores de papelão e de plástico para perfurocortantes, folhas de etiqueta para classificação dos resíduos, barricas, bombonas e sacos para acondicionamento de resíduos químicos, contaminados e incineráveis.

A loja virtual da Servioeste é o resultado de um projeto desenvolvido há 20 anos pela empresa com a finalidade de disponibilizar aos estabelecimentos geradores de resíduos de saúde produtos obrigatórios para o acondicionamento, conforme regulamentação de boas práticas de gerenciamento prevista pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Tão importante quanto o processo de descarte, está o acondicionamento e a coleta que devem ser feitos de forma adequada. A separação deve ser feita de acordo com a classificação de cada resíduo, por isso a importância de ter os materiais corretos. A medida também facilita o encaminhamento para o tratamento adequado e a destinação final dos resíduos, serviços realizados pela Servioeste, que está desde 1999 no mercado.

De acordo com o gerente comercial da Servioeste, Gutemberg Vieira, a empresa segue a legislação ambiental, que determina que todo resíduo de saúde precisa ser tratado antes do descarte e, para isso, o acondicionamento correto é essencial.

“A Servioeste cumpre com as todas as exigências legais quanto ao serviço de gerenciamento de resíduos de saúde. Isso nos credencia também a oferecermos produtos de qualidade para o acondicionamento de resíduos. Nossa loja virtual segue uma tendência de mercado no sentido de oferecer agilidade e praticidade ao cliente. Os produtos são excelentes e indispensáveis para quem trabalha no ramo”.

Para adquirir os produtos na loja virtual basta acessar o site da Servioeste www.servioeste.com.br e clicar no ícone loja online.
 

  • Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde -

Postado em 01 de Agosto de 2018 às 16h32

Grupo Servioeste fecha parceria de negócios com o RIOgaleão

Negócios (13)

Unidade Matriz recebe a visita da diretoria do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Em julho, os diretores do Grupo Servioeste se reuniram com equipe técnica do RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, do Rio de Janeiro. A visita à unidade matriz do Grupo Servioeste, em Chapecó (SC), tratou de uma nova parceria entre as duas empresas. “A Servioeste já atua no RIOgaleão, na coleta e tratamento dos resíduos e, agora, o segundo maior aeroporto do Brasil fechará um acordo de cooperação para testar equipamento para tratamento de 100% dos resíduos que gera dentro das próprias dependências. Este projeto piloto deverá ter início em 1º de outubro, em caráter experimental, com data para encerramento no final de 2019”, explicou o diretor presidente do Grupo Servioeste, Doacyr Balbinot.

Na ocasião foram apresentados detalhes do projeto piloto desenvolvido pela Servioeste. “Faremos a operação e gestão de todos os resíduos do RIOgaleão, contribuindo para o processo de Waste Zero (desperdício zero) do aeroporto. Implantaremos uma nova tecnologia que irá revolucionar a gestão de resíduos sólidos, para que o mínimo possível seja desperdiçado”, contou o Diretor e Gestor Ambiental do Grupo Servioeste, Jeferson Balbinot.

“O projeto é resultado do trabalho conjunto das áreas de Sustentabilidade e de Suprimentos do RIOgaleão para obter uma solução inovadora para tratamento de resíduos sólidos gerados na operação do aeroporto, priorizando o caminho sustentável. Nosso objetivo é ser o primeiro aeroporto brasileiro autossustentável neste quesito”, afirmou Milena Martorelli, Gerente da área de Sustentabilidade do RIOgaleão.

Na foto, os diretores do Grupo Servioeste com equipe técnica do RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, do Rio de Janeiro: Fábio Redin, Jeferson Balbinot, Bruno Faccini, Sandra Balbinot, Doacyr Balbinot, José Carlos Marques de Oliveira, Lúcia Gropillo Gones, Milena Martorelli, Mariana Perez e Deivid Oliveira.


Postado em 19 de Junho de 2018 às 15h57

Grupo Servioeste recebe prêmio como Destaque Empresarial

Negócios (13)

Solenidade realizada em Florianópolis homenageia as empresas que mais contribuíram para o crescimento do Sul do Brasil.

O Grupo Servioeste recebeu, na noite de ontem (18), o Troféu Destaque Empresarial do Sul 2018. O Prêmio Administrativo Comercial e Industrial é promovido pela Revista Destaque Brasil com apoio da Câmara Brasil-China-Mercosul e se diferencia pela transparência como são escolhidos os homenageados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

A comissão julgadora, composta por 27 empresários e seis jornalistas, elegeu, por unanimidade, os 36 homenageados que representam os setores que mais trazem retorno ao Sul do Brasil. O evento aconteceu no Majestic Palace Hotel, em Florianópolis.

“Esse prêmio serve como um incentivo para as empresas se desenvolverem ainda mais. Ficamos orgulhosos por esse reconhecimento pelo que a família Servioeste tem feito pelo País”, disse a diretora administrativa do Grupo Servioeste, Sandra Balbinot.

Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde - Diretoria do Grupo Servioeste durante a entrega do Prêmio Destaque Empresarial Sul 2018
Diretoria do Grupo Servioeste durante a entrega do Prêmio Destaque Empresarial Sul 2018
Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde - Doacyr Balbinot fala sobre a importância do empreendedorismo e da Servioeste no Brasil
Doacyr Balbinot fala sobre a importância do empreendedorismo e da Servioeste no Brasil
Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde - Doacyr Balbinot recebe o prêmio Destaque Empresarial Sul 2018, em nome do Grupo Servioeste
Doacyr Balbinot recebe o prêmio Destaque Empresarial Sul 2018, em nome do Grupo Servioeste

Servioeste recebe Prêmio Destaque Empresarial do Sul17/01/18Honraria é promovida pela Revista Destaque Brasil com apoio da Câmara Brasil-China-Mercosul. O Grupo Servioeste – empresa especializada em coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de serviços de saúde – recebe o Troféu Destaque Empresarial do Sul 2018. O Prêmio Administrativo Comercial e Industrial é promovido pela Revista Destaque Brasil com apoio da Câmara Brasil-China-Mercosul e se diferencia pela......
Grupo Servioeste realiza visita a Universidades17/11/17 No último mês, o diretor geral do Grupo Servioeste, Doacyr Balbinot, e o diretor comercial Deivid de Oliveira, fizeram uma visita à Reitoria da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Na ocasião, foram tratados assuntos......
O que é logística reversa?13/03/17 Segundo dados da ABRELPE (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), em 2012, cerca de 40% dos resíduos sólidos urbanos produzidos pela população brasileira deixaram de......
Servioeste no Programa Cidade Show06/03/17 Confira a participação da Servioeste no Programa da RIC News (SC), a Diretora Financeira Sandra Balbinot fala um pouco sobre os serviços do Grupo....
Resíduos de Saúde - Entenda mais07/02/17 O gerenciamento e a destinação dos resíduos de saúde são regulamentados pelas Resoluções nº 306/2004, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e nº 358/2005, do......