Postado em 03 de Setembro de 2019 às 14h50

Ação da Servioeste apoia movimento de prevenção do suicídio e doenças mentais

Saúde (25)

Figuras que representam a dor de quem vive um momento difícil e frases de apoio como “não tenha vergonha de procurar ajuda profissional” foram espalhadas pelos murais e salas da empresa matriz da Servioeste, em Chapecó/SC, como forma de chamar a atenção dos colaboradores sobre um problema muito sério no mundo: o suicídio. A ação, que alerta sobre a necessidade de cuidar da mente, é do setor de Recursos Humanos da empresa, em adesão ao movimento nacional Setembro Amarelo.

A psicóloga da Servioeste, Gabriela Costa, explica que o suicídio ainda é considerado um tabu na sociedade e, por isso, é tão importante falar sobre o assunto.

“Temos que perder o medo de dialogar. Espalhar lembretes pela empresa, com frases padrões da campanha, faz as pessoas refletirem sobre algo que está muito perto de nós. A saúde mental também deve ser uma preocupação, porque tem formas de prevenir e tratar”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil acontecem 32 suicídios por dia. No mundo, a estimativa é que a cada 40 minutos uma pessoa tire a própria vida. Na faixa etária entre 15 e 29 anos, o suicídio é a segunda maior causa de morte, perdendo apenas para a violência.

Os distúrbios mentais são responsáveis por 90% dos casos de suicídios. Ansiedade, depressão, bipolaridade, uso de drogas, demência, entre outros transtornos, podem afetar qualquer pessoa em alguma época da vida causando muito sofrimento. Estar em uma dessas condições, muitas vezes, é sinônimo de hostilidade e falta de apoio, contribuindo para um quadro de isolamento e infelicidade.

“Quem se suicida, na realidade quer se livrar da dor e do sofrimento daquele momento. Entender que é preciso buscar ajuda é fundamental para evitar o pior, por isso o apoio da família ou de quem está por perto faz toda a diferença”, alerta a psicóloga ao explicar que qualquer mudança de comportamento serve de alerta.

O Setembro Amarelo foi criado no Brasil em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A cor amarela, segundo os organizadores do movimento, representa a luz e o sol, simbolismo que reflete a proposta da campanha de preservar a vida.

Veja também

Resíduos de Saúde: como se dá o descarte e quais riscos ele pode proporcionar?02/03/17 Os resíduos de saúde são aqueles provenientes do atendimento a pacientes ou de qualquer estabelecimento de saúde ou unidade que execute atividades de natureza de atendimento médico, tanto para seres humanos quanto para animais. Esses tipos de resíduos também podem ser encontrados em locais como centros de pesquisa e laboratórios de farmacologia. Tais......
Iniciou hoje (2) o Congresso de Secretarias de Saúde de Santa Catarina02/05/18 Entre os dias 2 e 4 de maio, acontecerá em Chapecó/SC, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, o 68º Congresso de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina. Organizado pelo COSEMS SC – Conselho de......

Voltar para Blog