Postado em 18 de Outubro às 16h18

Ação recolhe medicamentos vencidos neste domingo em Chapecó

Meio Ambiente (64)

Ponto de coleta estará à disposição dos chapecoenses, das 14h às 18h, na Avenida Getúlio Vargas

Você sabia que cada habitante brasileiro produz, em média, 1,2kg de resíduos de saúde por ano? São remédios vencidos ou sobras, descartes de vacinas e curativos ou materiais usados em procedimentos clínicos que, muitas vezes, por desconhecimento, acabam descartados no lixo comum ou diretamente no meio ambiente.

Segundo o Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ), o Brasil é o sétimo país que mais consome medicamentos no mundo, contribuindo massivamente para um acúmulo de resíduos medicamentosos no planeta, projetado em 12,5 milhões de toneladas nos últimos 50 anos. Cerca de 20% de todos os medicamentos utilizados no mundo são descartados de forma irregular.

O impacto desta ação é desastroso. Vai desde a intoxicação acidental de crianças e adultos até a contaminação da água e do solo, causando danos ao meio ambiente e à saúde pública.

Pensando nesses números, neste domingo (20/10), o Grupo Servioeste participa da ação Lixo Zero em Chapecó, promovida pela Prefeitura do município. Das 14h às 18h, na Avenida Getúlio Vargas, que será fechada entre as ruas Marechal Floriano Peixoto e Quintino Bocaiúva, o Grupo disponibilizará um totem do Capitão Reverso para a coleta de medicamentos vencidos.

“Muitas pessoas não sabem que os medicamentos vencidos devem ser descartados em locais específicos, que são os postos de saúde e as farmácias que fazem o recolhimento, de onde a Servioeste coleta e faz a destinação final. É importante este descarte correto, porque esses resíduos têm propriedades físicas e químicas que contaminam o meio ambiente e, por isso, devem ser recolhidos e incinerados”, detalha a engenheira ambiental da Servioeste, Dalila Gonçalves.

O Capitão Reverso é o mascote do programa de logística reversa implantado pela Servioeste no ano passado, com a disponibilização de totens às unidades de saúde para o recolhimento de remédios, tratamento e destinação final. Todo e qualquer medicamento vencido ou sobra dele deve ser descartado nestas unidades e não pode ser jogado no lixo comum.

Atualmente, são 700 pontos distribuídos pelo Brasil. 

Depois de coletados, os medicamentos são transportados pela Servioeste até as Centrais de Tratamento – são 10 em todo o Brasil – onde passam por incineração ou autoclavagem para depois serem destinados no aterro sanitário.

Semana Lixo Zero

Além da coleta de medicamentos, a ação deste domingo na Avenida Getúlio Vargas contará com exposições, central de doações e entrega de roupas e alimentos, artesanato, apresentações culturais e rua da lazer. A atividade marca a abertura da Semana Lixo Zero, que acontece de 20 a 27 de outubro no município. 

Servioeste

O Grupo Servioeste, pioneiro no tratamento de resíduos de serviço de saúde, acaba de completar 20 anos e conta com mais de 400 colaboradores em 10 unidades, localizadas em sete estados do Brasil. 

Veja também

Servioeste apoia projeto que transforma caixas de leite em revestimento de casas27/06 Iniciativa foi apresentada na III Semana do Meio Ambiente realizada pela empresa Ao invés de ir para o lixo, caixas vazias de leite são transformadas em placas térmicas que são utilizadas para revestir paredes e melhorar o conforto térmico de quem vive em casas de madeira que possuem frestas. A iniciativa é desenvolvida por voluntários que fazem parte do......
Equipe da Servioeste realiza treinamento na cidade de Toledo24/04 Nesta terça-feira (23/04), o Grupo Servioeste viajou até Toledo, no Paraná, para realizar um treinamento para os colaboradores da Prefeitura Municipal. A engenheira ambiental, Carol Beutler, ministrou uma palestra sobre a......

Voltar para Blog