Postado em 05 de Agosto às 08h55

Dia nacional da saúde destaca a importância do destino correto dos resíduos de saúde

Meio Ambiente (60)

Você sabe qual a importância de dar o destino correto dos resíduos de saúde (RSS)? Hoje, 5 de agosto, é o dia nacional da saúde, que serve para promover a conscientização sobre o bem-estar social, incluindo as práticas sustentáveis.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), são produzidas por ano no Brasil, cerca de 260 mil toneladas de RSS, uma média de 1,2kg/ano por pessoa. Se toda essa produção fosse destinada para aterros comuns, causaria danos graves ao meio ambiente. Ainda segundo a Associação, 27% dos municípios brasileiros seguem destinando seus resíduos de saúde sem declarar o tratamento prévio.

Os resíduos de saúde não são gerados apenas por hospitais, mas também clínicas médicas e veterinárias, necrotérios, instituições de ensino e pesquisa, estúdios de tatuagens, salões de beleza e os próprios consumidores. Estes resíduos precisam ser tratados e destinados adequadamente já que podem causar riscos à saúde pública e ao meio ambiente.

O processo de destinação inicia com a elaboração de um plano de gerenciamento de resíduos que aponta o ramo de atividade, que tipo de resíduos produz e como serão as etapas do manejo desde a geração até a destinação final. O plano é obrigatório e deve estar de acordo com as exigências dos órgãos competentes.

Cada resíduo gerado precisa ser separado e acondicionado em embalagens correspondentes ao seu grupo de classificação: infectantes, químicos, radioativos, comuns e perfurocortantes. O armazenamento dever ser em local adequado, para que em seguida, aconteça a coleta e o transporte até a destinação final.

O consumidor que compra remédio na farmácia ou retira na unidade de saúde, no caso de sobra ou de vencimento de medicamento, deve retornar aos postos de saúde ou instituições que fazem a logística reversa. Desde 2018 a Servioeste atua no projeto de logística reversa de medicamento com distribuição de ecopontos para coleta.

Servioeste

A Servioeste, que atua no mercado há 20 anos, é especialista em coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde. A empresa atende mais de 16 mil clientes espalhados por cerca de duas mil cidades do Brasil.

Assim que chegam à central de tratamento, os resíduos de saúde são encaminhados para o tratamento que acontece de acordo com sua classificação, sendo realizado através dos processos de autoclavagem ou incineração. Com o tratamento o risco associado ao resíduo é eliminado e ele passa a ser considerado resíduo não perigoso.

A analista de processos ambientais da Servioeste, Letícia Sussai Manzano explica que o descarte de resíduos de saúde precisa ser feito de maneira correta para evitar riscos à população e ao meio ambiente.

“Esses materiais RSS são capazes de provocar doenças, além de contaminar à água e o solo, causando infecções diversas e vários danos a saúde. Por isso é tão importante conscientizar a população sobre as proporções desses perigos, quanto ao seu risco físico, químico e biológico para que seja feito o descarte de maneira correta e adequada”.

Além da coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde, a Servioeste também realiza a gestão de resíduos aeroportuários, logística reversa de medicamentos, licenciamentos, projetos e assessorias ambientais.

Dia Nacional da Saúde

O dia nacional da saúde foi instituído com a intenção de promover a conscientização sobre a importância dos cuidados com o corpo. A data foi escolhida em homenagem ao dia de aniversário do sanitarista Oswaldo Cruz, que fez importantes contribuições para o combate e erradicação das epidemias da peste, febre amarela e varíola no Brasil. Ele foi responsável pela criação da Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz e da Academia Brasileira de Ciências.
 

Veja também

Salões de beleza também geram resíduos de saúde15/05Lâminas de barbear, agulhas de micropigmentação e produtos químicos utilizados no salão de beleza precisam de descarte consciente A cada ano a produção de resíduos aumenta. São aterros e lixões que recebem enormes quantidades de resíduos descartados, transformando o espaço em uma grande montanha de restos. No meio destes resíduos orgânicos e recicláveis, encontram-se resíduos químicos e de saúde, provenientes de um descarte incorreto. No Brasil, os......
Lançado Movimento Lixo Zero em Chapecó15/02Decreto estabelece que a Prefeitura de Chapecó e suas secretarias municipais se tornarão efetivamente Lixo Zero, até 2020. A Prefeitura de Chapecó apresentou nesta semana o lançamento do Movimento Lixo Zero, no Centro de Eventos Plinio Arlindo De Nes. Durante o ato, o prefeito Luciano Buligon ressaltou que cada cidadão deve fazer a sua parte para trazer......
Aprendizado e integração marcam a Semana do Meio Ambiente da Servioeste14/06/18Gerenciamento de Resíduos Sólidos e Composteira Caseira foram os temas do segundo e terceiro dias da Semana do Meio Ambiente do Grupo Servioeste. Dando continuidade à II Semana do Meio Ambiente do Grupo Servioeste, na terça-feira (12), os colaboradores da empresa assistiram uma palestra sobre o Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Chapecó. Os engenheiros ambientais......

Voltar para Blog