Postado em 22 de Abril de 2019 às 16h06

Dia do Planeta Terra

Meio Ambiente (82)

Por Tuanny de Paula*

Com uma rotação de 24 horas contínuas, o Planeta Terra estabelece a movimentação dos humanos a todo momento. Enquanto um lado está aproveitando o calor solar, o outro desfruta da luz lunar. A grande bola azul do universo faz com que a vida humana viva e sobreviva. E para lembrar da importância disso, desde 22 de abril de 1970, começou-se a celebrar o Dia do Planeta Terra.

A data serve para refletir e conscientizar a população sobre as marcas que deixa no mundo, pois elas surtem efeitos a curto, médio e longo prazo e estão cada vez mais preocupantes. Aquecimento global, efeito estufa, desastres naturais, dentre tantos outros acontecimentos são avisos da natureza para o que está acontecendo.

Queira ou não, pautas como a sustentabilidade precisam e ganham espaços nos debates da sociedade. São discutidas soluções ambientais, sociais e econômicas que auxiliam na preservação da vida na Terra e consequentemente no bem-estar da população.

Segundo a organização WWF Brasil (World Fund for Nature), existem diversas formas de contribuir para a preservação do meio ambiente com um estilo de vida mais equilibrado. Dentre essas atitudes estão a alimentação e o consumo, que podem ser reduzidos para evitar sobras que serão descartadas como lixo.

O transporte também é uma atitude apontada pela organização. Os automóveis são os maiores responsáveis pelas emissões de gases de efeito estufa. Por isso, cada vez mais as bicicletas e veículos alternativos estão ganhando espaços nas casas e ruas das cidades.

O cultivo de árvores e hortas caseiras também são ações que podem ser pensadas e realizadas pela população. A árvore é um elemento simbólico do Dia da Terra e as plantas têm um papel fundamental para o meio ambiente, pois são capazes de reter dióxido de carbono, diminuir a poluição do ar, além de nos oferecer alimentos e sombra.

*Jornalista responsável do Grupo Servioeste

Veja também

Saneamento Básico26/06/20 Senado Federal aprova PL que atualiza o marco regulatório do saneamento básico Doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado foram responsáveis por foram 346,5 mil internações hospitalares em 2016, conforme dados do IBGE. De acordo com levantamento realizado pelo Ministério da Saúde a pedido da Folha de São Paulo, entre 2014 e 2019, os......
Lançado Movimento Lixo Zero em Chapecó15/02/19Decreto estabelece que a Prefeitura de Chapecó e suas secretarias municipais se tornarão efetivamente Lixo Zero, até 2020. A Prefeitura de Chapecó apresentou nesta semana o lançamento do Movimento Lixo Zero, no Centro de Eventos Plinio Arlindo De Nes. Durante o ato, o prefeito Luciano Buligon ressaltou que cada cidadão deve fazer a sua parte para trazer......
Qual o destino dos resíduos industriais?20/01/20 Responsáveis pelas maiores agressões ao meio ambiente, “sobras” da produção industrial precisam de tratamento especial e destinação específica Cinzas, lodos, óleos, solventes,......

Voltar para Blog