Página inicial / Blog / Logística reversa de medicamentos
06 de dezembro, 2021 / 12h08 Por Redação

Logística reversa de medicamentos

Tratamento correto evita contaminação

Logística reversa de medicamentos

“O descarte incorreto, como no vaso sanitário ou lixo comum prejudica a população pois esses resíduos acabam contaminando o lençol freático”, explica Jeferson Balbinot, Gestor Ambiental e Diretor de Expansão do Grupo Servioeste.

É Lei!

Prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a Logística Reversa de Medicamentos foi regulamentada em 2020 pelo Decreto 10.388.

A legislação estabelece parâmetros para o descarte correto desses produtos, envolvendo consumidores e empresas que integram a cadeia farmacêutica. Farmácias e drogarias devem disponibilizar e manter pelo menos um ponto fixo de recebimento de medicamentos. Cabe ao consumidor levar até os pontos de coleta os medicamentos vencidos ou em desuso e suas respectivas embalagens.

Os distribuidores devem viabilizar a coleta e transporte do material recolhido. Os fabricantes ou importadores são responsáveis pela destinação ambientalmente adequada. Os custos são compartilhados pela cadeia farmacêutica, afirma o Ministério do Meio Ambiente.

O decreto estabelece algumas regras específicas em função do número de habitantes dos municípios e registro no Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos.

A regulamentação federal facilita a gestão do processo e deve contribuir para a conscientização das pessoas sobre a importância da destinação correta de medicamentos vencidos ou em desuso.

Para Sergio Mena Barreto, CEO da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), “trata-se de uma conquista histórica para o setor farmacêutico, resultado de muitos anos de discussão em relação à destinação final desses produtos e o impacto gerado ao meio ambiente em função do descarte inadequado. Os farmacêuticos têm um papel fundamental na promoção da educação ambiental junto aos consumidores e devem sempre informá-los, principalmente, durante a dispensação de medicamentos”.

Com a regulamentação, os três elos da cadeia logística atuam de modo coordenado, e ao final o meio ambiente sai ganhando, acrescenta o CEO da Abrafarma.

O Grupo Servioeste oferece serviços em todo o Brasil para coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde. 


Envio

Nossos Produtos

Bombona para acondicionamento de resíduos

Tamanhos: 50, 200 litros

R$ 138,00

Bombona para resíduos líquidos

Tamanhos: 20, 50 litros

R$ 45,00

Coletor para perfurocortantes amarelo

Tamanhos: 3, 7, 13, 20 litros

R$ 82,00

Coletor para Perfurocortantes para químicos

Tamanhos: 7, 13 litros

R$ 15,50