Postado em 06 de Junho de 2017 às 13h57

Semana do Meio Ambiente: Água e Saúde Ambiental

Meio Ambiente (82)

Como primeira palestra da programação da Semana do Meio Ambiente do Grupo Servioeste, o engenheiro sanitarista Mauro Miguel Narciso falou sobre saúde ambiental. Com o foco em tratamento de água, o profissional explanou sobre a realidade local e mundial, na questão de saneamento básico e o que podemos fazer para preservar a pouca água potável existente. “Quem trabalha com meio ambiente deve ter noções básicas desse panorama. A partir do momento que temos consciência do quanto geramos de resíduos, passamos a ter um consumo mais responsável”, afirmou.

Cerca de 71% da superfície da Terra é coberta de água. Pode parecer muito, mas desse volume, 97% encontra-se nos oceanos. Dos 3% restantes, a maioria está em calotas de gelo, fora do alcance humano. Não bastasse isso, boa parte da população mundial não possui qualquer tipo de saneamento básico (1,4 bilhões de pessoas, de acordo com Narciso), portanto não recebem água de qualidade. Essa escassez de recursos básicos reflete diretamente na qualidade de vida das pessoas. “Saneamento básico é medicina preventiva. A falta de água potável reflete em 1 milhão de casos de diarreia por ano e leva à morte mais de 4 milhões de crianças no mundo. Fazer uma rede de esgoto e estação de tratamento envolve muito dinheiro, e diversas prefeituras não investem nisso”, argumenta o engenheiro sanitarista.

Outra preocupação é com o excesso de chuva que estamos tendo neste último mês, principalmente no estado de Santa Catarina. Lixo mal acondicionado e jogado pelas ruas acabam por trancar o escoamento da água, resultando em alagamentos e doenças. “Há hoje o gerenciamento de resíduos, mas ainda há muito que melhorar. Ainda tem bastante serviço para os técnicos da área ambiental”, finalizou Narciso.

Sobre a Semana do Meio Ambiente

Com o tema “Como aplicar a sustentabilidade na minha vida?”, o Grupo Servioeste proporciona uma semana de palestras e workshops com informações valiosas aos seus colaboradores. “Este é um momento para refletirmos sobre as nossas ações. É a função social da empresa, em proporcionar algo além do nosso trabalho”, disse a diretora administrativa do Grupo Servioeste, Sandra Balbinot.

Entre os dias 5 e 9 de junho, empresas e entidades parceiras como a Ong Verde Vida, Unochapecó e Buzzk, irão explanar assuntos como segregação correta de resíduos sólidos urbanos; os objetivos globais de sustentabilidade nos âmbitos social, ambiental e econômico; hábitos saudáveis; saúde ambiental e tratamento de água; e opções de construções sustentáveis.

Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde No primeiro dia da Semana do Meio Ambiente, os colaboradores foram presenteados com canecas confeccionadas em material sustentável e convidados a aderirem à campanha...

No primeiro dia da Semana do Meio Ambiente, os colaboradores foram presenteados com canecas confeccionadas em material sustentável e convidados a aderirem à campanha “Plástico Zero”, com o intuito de eliminar os copos descartáveis utilizados na empresa. Além disso, foram lançadas outras campanhas para incentivar a prática atitudes sustentáveis: a coleta do óleo de cozinha para ser encaminhado ao Verde Vida; coleta de medicamentos vencidos dos colaboradores da Servioeste para a destinação final correta; e colaboração na campanha “Eu Ajudo na Lata” da Unimed, que visa a arrecadação de anéis de alumínio para aquisição de cadeira de rodas para instituições de caridade.

Veja também

Grupo Servioeste mantém parceria com Associação Voluntários Amigos dos Bichos14/08/17 Trabalhar pelo bem-estar dos animais e contribuir com a melhoria da saúde pública da cidade de Chapecó. Estes são os principais objetivos da Associação Voluntários Amigos dos Bichos, uma entidade sem fins lucrativos que atua desde 2005 no município. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que só no Brasil existem mais de 30......
Salões de beleza também geram resíduos de saúde15/05/19Lâminas de barbear, agulhas de micropigmentação e produtos químicos utilizados no salão de beleza precisam de descarte consciente A cada ano a produção de resíduos aumenta. São aterros e lixões que recebem enormes quantidades de resíduos descartados, transformando o espaço em uma grande montanha de restos. No meio destes resíduos......
Resíduos de cemitérios01/09/20 Descarte deve obedecer à legislação Cemitérios, crematórios e funerárias são considerados pela Anvisa como geradores de resíduos de saúde, portando, responsáveis pelos materiais......

Voltar para Blog